SlideShow

Então pessoal, como todos sabem,
nosso Blog tem um grande público,
decidimos voltar a trabalhar com
publicidades. 
Aumente sua visibilidade anunciando
conosco, quem tiver interesse mande
mensagem para o e-mail de contato! 

email: dimaspereiravalgas@gmail.com

Pacotes mensais tem desconto!
0

10 Exorcismos da vida real (Parte 1)


    Quem assistiu O Exorcista viu a cena em que Linda Blair gira a cabeça 360º ao mesmo tempo em que fala mais línguas do que um poliglota em conferência das Nações Unidas. Mas para alguns, o banimento de um espírito invisível de um hospedeiro humano não é apenas cenas de filmes de terror, é um fato da vida real. E hoje vou compartilhar pra quem acredita (e pra quem não acredita também) 10 relatos de exorcismos bem sucedidos ou não ocorridos na vida real.



10. Kamille Seenauth


    Em 2005, Patricia Alvez foi condenada a 10 anos de prisão pelo assassinato de Kamille Seenauth em Georgetown, Guiana. Alves fundou a “Igreja do Espírito”, e muitas pessoas principalmente mulheres, a procurava para realizar exorcismos africanos ou no estilo Hindu. Espancamentos eram comuns durante os exorcismos e orações, um tipo de ritual usado para expulsar os espíritos invasores.     No entanto, quando Kamille Senauth lhe pediu um exorcismo, Alves bateu nela com uma barra de ferro até que ela morreu. Ela enterrou o corpo mas os vizinhos avisaram a polícia depois de verem um pé saindo de um monte de terra em seu quintal.



9. Adolescente sem nome no Vaticano


    O Padre Gabriele Amorth é o exorcista oficial da Diocese de Roma. Ele afirma ter realizado mais de 160 mil exorcismos, mas nenhum deles foi maior do que o exorcismo que ele alega ter ocorrido dentro dos muros do Vaticano no ano de 2000, ajudado por ninguém menos que o próprio Papa João Paulo II. O exorcismo foi realizado em uma menina de 19 anos de idade, depois que ela começou a insultar e arrotar durante uma audiência com o Papa. O Papa supostamente sentou-se com a menina por meia hora, mas de acordo com Amorth, auto-proclamado caçador de Satanás, a menina ficou possessa e o demônio ainda teve a cara de pau de murmurar: “nem mesmo o cabeça da igreja, pode me mandar embora“, logo em seguida o Papa se afastou derrotado.



8. Janet Moses


    Em 2007, na Nova Zelândia, uma jovem garota chamada Janet Moses morreu por afogamento, enquanto membros de sua própria família derramavam água em sua garganta. Nove pessoas foram acusadas de homicídio culposo, depois de Moses morrer em uma cerimonia indígena Maori de retirada de maldição, conhecida como makutu. Como os familiares não conseguiram retirar a maldição com encantamentos “karakia” na língua Maori, eles resolveram jogar água no rosto da menina.

    A cerimônia durou três dias e foi utilizada tanta água que inundou a cozinha. Há histórias conflitantes sobre a procedência do “espírito maligno”. Alguns dizem que aconteceu após o falecimento de sua avó. Outros dizem que um ancião Maori conhecido como “Kaumatua” avisou a família que enquanto o leão de pedra roubada pela irmã de Moses não fosse devolvido, sua irmã ficaria possessa. Mas apesar da devolução do leão a jovem continuou a agir estranhamente, o que levou à realização do exorcismo e, tragicamente a morte da jovem.



7. Salvador Dali




    Diz a lenda que o famoso artista Salvador Dali passou por um exorcismo realizado por seu amigo íntimo Gabriele Maria Berardi. O frade morreu em 1984, e entre seus pertences havia uma escultura de Cristo na cruz. Antes de morrer, Berardi disse a seus amigos que Dali tinha dado aquela cruz para ele como agradecimento por realizar o exorcismo nele. Os dois se conheceram na França na década de 1940 após Berardi ter sido excomungado de sua ordem religiosa. O suposto exorcismo ocorreu em 1947.



6. Maricia Irina Cornici


    Em 2005, Maricia Irina Cornici na época com 23 anos, se mudou para um mosteiro da Igreja Ortodoxa Romena em Tanacu para visitar seu irmão. Ela foi rapidamente acolhida no mosteiro, mas eventualmente ela tinha o hábito de rir durante a Missa, e os médicos de um hospital psiquiátrico local, diagnosticou Cornici com esquizofrenia.

    Mas para o padre do mosteiro Corogeanu, isso não foi o suficiente, ele e inúmeras freiras do convento alegaram que ela estava possuída, e acorrentaram-na em uma cruz e a amordaçou com uma toalha, tudo na esperança de expulsar Satanás. Ela ficou em isolamento durante três dias inteiros em um quarto frio no convento até que morreu. Nos dias que se seguiram uma freira chamou a polícia, e então o padre Corogeanu e mais quatro freiras foram acusados ​​e presos. Padre Corogeanu dizia: “Você não pode tirar o diabo das pessoas com comprimidos”, ele foi condenado a 14 anos de prisão e o mosteiro foi fechado pela Igreja Ortodoxa.



5. Michael Taylor


    O inglês Michael Taylor era um membro de um grupo local da Irmandade Cristã. Em 1974, Taylor começou a se comportar estranhamente com a líder do grupo, Marie Robinson. Ele era agressivo e muitas vezes demonstrava raiva sem motivo aparente. À medida que os meses foram passando,       Taylor finalmente admitiu que sentia o Diabo dentro dele. Então o vigário local interveio e decidiu realizar um exorcismo em Taylor, a sessão durou a noite toda e parecia caminhar para um sucesso, com um total de 40 demônios expulsos dele. Mas infelizmente a história não termina aí, Taylor não acreditava mais que estava possuído, e acreditava que sua esposa de 29 anos estava. E naquela mesma noite ele a assassinou brutalmente arrancando seus olhos e língua. Ele então correu pelado pelas ruas, coberto de sangue e gritando: “É o sangue de Satanás” Taylor foi absolvido do assassinato de sua esposa por razões de insanidade, mas foi condenado a passar dois anos em Broadmoor, um hospital psiquiátrico de segurança máxima.


0 comentários:

Postar um comentário

Comente e faça um blogueiro feliz.. :)